Entenda mais sobre a

Ginecologia Natural

Durante séculos nos foi ensinado que a mulher era um ser incapaz de gerir sua própria vida, incapaz de fazer escolhas, um ser que deveria ser constantemente purgado e purificado. Por séculos fomos a raiz dos males da humanidade (lembra da Eva com a maçã?), deveríamos esconder nossas “vergonhas" e submeter-nos às vontades daqueles que detinham o poder de decisão das nossas vidas. Hoje isso já não tem mais sentido, e a Ginecologia Natural tem resgatado conceitos ancestrais e milenares da compreensão do corpo feminino, da capacidade de autoconhecimento e de decisão sobre sua vida e sua saúde. É um movimento que visa a autonomia da mulher de escolher seu lugar no mundo. Não inferior e nem superior aos homens, busca a equanimidade.

A Ginecologia Natural, que não é uma subespecialidade da Ginecologia tradicional, visa uma consciência corporal e emocional para identificar quais situações, comportamentos e emoções desencadeiam cada tipo de doença, distúrbio ou irregularidade. Esse método possibilita que o diagnóstico e tratamento sejam capazes de enxergar o corpo como um organismo integrado, com todos os seus órgãos interligados e conectados, funcionando de forma conjunta e correspondente.  

Ser adepta à Ginecologia Natural como profissional da saúde é olhar para a mulher como um ser integral, não apenas focar nos problemas genitais específicos relatados no momento da consulta, mas sim considerar, para um diagnóstico real e assertivo, seus sentimentos, seus problemas, suas angústias e suas alegrias. Indo além, é entender também como ela interpreta os sinais enviados pelo próprio corpo, como aceita (ou não) a sua menstruação, e ainda, como ela mesma vê a sua feminilidade - ajudando-a no processo como um todo.

Em resumo, a Ginecologia Natural tem como objetivo orientar a mulher sobre as questões de suas características pessoais e de gênero, suas opções de planejamento familiar, investimento em saúde, para que com conhecimento e, principalmente, autoconhecimento, ela possa escolher o que julga melhor para si. É escutar mais e medicalizar menos. É respeitar a autonomia e o protagonismo da mulher.

  • Preto Ícone Instagram

© 2019 por Dra. Carolina Melendez. Amorosamente criado por Citrino Aflora.

Tel: (51) 3321.1200