Entenda mais sobre a

Fitoterapia

Por trás da beleza da natureza esconde-se uma guerra silenciosa pela sobrevivência dos mais aptos. As plantas para sobreviver e evoluir têm que competir por espaço e se defender do ataque de animais em busca de comida entre outras agressões. Nesta luta de milhões de anos, as plantas foram desenvolvendo suas próprias defesas químicas. Esta é uma das razões pelas quais a constituição química das plantas é tão complexa.

 

Ao longo do processo evolutivo, o homem foi aprendendo a selecionar plantas para a sua alimentação e para o alívio de suas doenças. O resultado desse processo é que muitos povos passaram a dominar o conhecimento do uso de plantas e ervas medicinais.

 

O uso de medicamentos é muito recente e sua comprovação por testes clínicos é ainda mais recente. Enquanto os medicamentos apresentam, em sua quase totalidade, um único princípio ativo que é responsável pelo seu efeito farmacológico, os extratos vegetais e de fungos, por exemplo, são constituídos por misturas multicomponentes de substâncias ativas, parcialmente ativas e inativas que, muitas das vezes, atuam em alvos farmacológicos diferentes. Por isso uma medicação tradicional não consegue “saber" o que o corpo precisa como os fitocomplexos fazem, ao usar um chá de Artemísia, por exemplo, ela ajuda a regular o ciclo menstrual tanto de quem sangra demais quanto da mulher que não menstrua.

As plantas consideradas medicinais beneficiaram, e continuam beneficiando a humanidade. Não precisaram dos testes clínicos como os fármacos sintéticos, credenciaram-se pelo seu uso tradicional ao longo de séculos. No entanto, existem plantas que são venenos por conterem toxinas poderosas que podem levar à morte. Algumas plantas medicinais são, inclusive, incompatíveis com o uso de certos medicamentos.

 

A sociedade tem a percepção de que todo produto natural é seguro e desprovido de efeitos colaterais. Em alguns casos, os efeitos dos produtos naturais são apenas psicológicos e, em outros, causam danos irreversíveis à saúde. A falta de informação do público sobre os fitoterápicos tem sido explorada por muitas pessoas mal intencionadas em busca de curas milagrosas e lucros fáceis. Outros, com intenções duvidosas, ao invés de esclarecerem os seus benefícios, lançam dúvidas e emitem opiniões sem levar em consideração os milênios que as plantas medicinais estão a serviço da humanidade. A única maneira de combater a má intenção destas pessoas é levar informações confiáveis ao grande público, sem parcialidade.

 

Uma das propriedades que mais gosto da fitoterapia é a facilidade para personalizar o uso do fitomedicamento para cada mulher! Pode-se utilizar desde cápsulas manipuladas em farmácias até as formas mais caseiras, como os chás. 

  • Preto Ícone Instagram

© 2019 por Dra. Carolina Melendez. Amorosamente criado por Citrino Aflora.

Tel: (51) 3321.1200