Disruptores endócrinos e a ginecologia natural

Disruptores endócrinos (DE) são “substâncias químicas exógenas [não-naturais], ou mistura de substâncias químicas, que interferem com qualquer aspecto da ação hormonal.” Alguns exemplos comuns de DEs incluem o DDT e outros pesticidas; bisfenol A (BPA) e ftalatos, utilizados em produtos infantis, produtos de higiene pessoal (absorventes e fraldas descartáveis) e em recipientes plásticos para alimentos; retardadores de chamas utilizados em móveis e pavimentos.

E o que isso tem a ver com a Ginecologia Natural? Bom, a exposição à essas substancias pode levar à muitas doenças que interferem na saúde não só das mulheres, mas de todos os que entram em contato com os DE.



Há boas razões para a suspeita de que a crescente produção e utilização de produtos químicos estejam relacionadas com a crescente incidência de doenças hormonais em crianças nos últimos 20 anos, incluindo problemas de fertilidade em homens (criptorquidia, hipospádia, câncer testicular), puberdade feminina precoce, síndrome dos ovários policísticos, infertilidade feminina, leucemia, câncer cerebral e distúrbios neurocomportamentais como o déficit de atenção.

Estima-se que globalmente, mais de 24% das doenças são atribuíveis à fatores ambientais e que o meio ambiente desempenha um papel em 80% das doenças mais mortais, como câncer, doenças respiratórias e cardiovasculares.

A taxa de partos prematuros aumentou em mais de 30% desde 1981, um resultado associado ao aumento das taxas de doenças neurológicas, doenças respiratórias e à mortalidade infantil, bem como à obesidade, diabetes do Tipo 2, e doenças cardiovasculares na idade adulta. Tudo isso associado aos DE!

E o que fazer agora? Bom, o primeiro passo é tentar evitar entrar em contato com essas substancias, e, eventualmente alguns tratamentos podem ser necessários para corrigir o estrago que já foi feito…


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Carolina Melendez - Instagram.png

© 2019 por Dra. Carolina Melendez. Amorosamente criado por Citrino Aflora.

Tel: (51) 3321.1200